quinta-feira, 30 de junho de 2011

Deus amou o mundo

“E, abrindo Pedro a boca, disse: 
Reconheço por verdade
que Deus não faz acepção de pessoas”
(Atos 10.34)


 *Por Fernando Jesus

            Os ensinos e o testemunho de vida de nosso Senhor Jesus Cristo nessa terra foram claros em nos mostrar que Deus não faz acepção de pessoas, que todos os homens e mulheres são iguais perante o Eterno Deus. Afinal, como escreveu o apóstolo João: “Deus amou o mundo de tal maneira que deu o Seu Filho Unigênito para que todo aquele que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (Evangelho segundo João, capítulo 3.16). Note que Jesus morreu por toda a humanidade, para que todos que crerem n’Ele tenham a vida eterna.
            Jesus andava com pessoas que eram rejeitadas e discriminadas pela sociedade de sua época (prostitutas, cobradores de impostos...), era seguido por leprosos, levavam coxos até Ele, e pessoas com as mais diversas enfermidades e deficiências físicas.
            Se Jesus vivesse em nossa sociedade atual ele seria bem recebido em nossos templos, seria aceito em nosso convívio social, sentaria nos púlpitos de nossas igrejas, seria preletor em nossas festividades e convenções ministeriais? Ou Jesus seria aquele homem simples, de terno fora de moda (com somente dois botões, e não três), uma Bíblia bem usada, sapatos gastos comprados no brechó? Seria um homem de aparência não muito agradável para os padrões de beleza da sociedade; ou seria alto, forte, loiro e de olhos azuis ou verdes? Ou seria aquele irmão simples sentado no último banco da igreja que você nem sabe o nome dele, e nem ao menos olha nos olhos quando ele alegremente te dá “a paz do Senhor Jesus, irmão”?
            Deficientes auditivos, visuais, pessoas de mobilidade reduzida, pessoas especiais... Para muitos podem não merecer tanta atenção. Só que Aquele que está sentado no trono, e tem a terra como descanso para Seus pés, se preocupa e ama eles assim como ama você, que tem olhos perfeitos, fala, se locomove facilmente e desfruta de plena saúde física.
            Jesus não faz acepção de pessoas, aceita a todos nós, com nossas particularidades e peculiaridades, com nossas qualidades e defeitos. O mundo pode criar e estipular padrões de beleza, os pintores e o cinema podem mostrar um Jesus parecendo um galã da novela das oito, mas o Jesus que a Bíblia nos mostra é um homem simples, sem formosura alguma e experimentado em trabalhos manuais. Mãos marcadas de um marceneiro pobre.
            O ide de Jesus é para alcançar a todos, sem distinção de qualquer pessoa. A missão da Igreja é pregar o Evangelho a toda a criatura. O que estamos fazendo para alcançar aquele que não vê, que não ouve, que fala uma língua que não conhecemos, que tem uma cultura totalmente diferente da nossa? Precisamos revelar a todos – sem distinção, sem acepção de pessoas – que “Deus amou o mundo de tal maneira que deu o Seu Filho Unigênito para que todo aquele que n’Ele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. 
*Fernando Jesus é freelancer 
e secretário de Missões
fernandojesus2012@hotmail.com



3 comentários:

Ester Malafaia disse...

Olá, a paz de Cristo!
Com certeza, meu irmão,
O amor de Deus nos aproxima e nos coloca na mesma posição, aleluia!
Obrigada por estar seguindo meu blog.
Deus te abençoe!

Nando Jesus disse...

Amém, Ester.
Obrigado você também!

Guardando o Coração disse...

Gente, estou passando pra avisar que o blog “Guardando o Coração” voltou à ativa. Depois da decisão de não escrever mais, volto a escrever, e comigo agora também escreve o Douglas Fernando.
Assim que, sempre que possível, espero a visita de vocês no nosso cantinho!

E não se esqueçam: “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração; porque dele procedem as saídas da vida.” (Pv. 4.23)

Fiquem na paz do Senhor! http://guardandoocoracao.blogspot.com/

By: Alinee Santos